Última hora

Última hora

Pintura de Caravaggio poderá ter sido encontrada no sótão de família francesa

Em leitura:

Pintura de Caravaggio poderá ter sido encontrada no sótão de família francesa

Tamanho do texto Aa Aa

Especialistas de arte dizem que um quadro descoberto há dois anos no sul de França pode ser da autoria de Michelangelo Merisi da Caravaggio.

Especialistas de arte dizem que um quadro descoberto há dois anos no sul de França pode ser da autoria de Michelangelo Merisi da Caravaggio. O quadro, intitulado “Judite e Holofernes” esteve no sótão de uma moradia familiar em Toulouse durante 150 anos.
A pintura foi submetida a testes durante dois anos numa empresa em Paris. Eric Turquin, especialista em arte antiga, defende que o quadro se trata de um Caravaggio genuíno. O valor estimado é de 120 milhões de euros.

“É verdade que a imagem deste quadro é surpreendente. Não se parece com outros Caravaggios. Mas sabemos que a composição é de Caravaggio. Sabemos que houve um quadro, nessa altura, sobre este tema, que foi visto por outros artistas. Um pintor tem registo próprio, certo? Um pintor é como qualquer outra pessoa, tem características pessoais. Este quadro reflete as de Caravaggio. Não possui todas as características, mas a maior parte. As suficientes para sabermos que tem a sua mão, que este é mais um registo do grande artista”, refere o especialista.

Alguns peritos consultados por Turquin atribuíram o quadro a outros artistas como Louis Finson, um pintor e negociante flamengo que conhecia o trabalho de Caravaggio e fez cópias dos seus trabalhos.

“Este quadro é criativo, cheio de sentimentos, cheio de mudanças, cheio de invenções. Não é uma reprodução porque quem reproduz arte não inventa. Um reprodutor de arte é fiel, é servil, é sóbrio. Este quadro é o oposto. Foi pintado com energia e para o perceber precisa de entrar no quadro, conhecê-lo e saber como foi tratado”, diz Turquin.

O quadro está agora a ser observado por peritos do Museu do Louvre, em Paris. Turquin refere que será difícil chegar a um consenso sobre a quem pertence a obra de arte.
As autoridades francesas concederam o estatuto de “tesouro nacional” à pintura, o que significa que durante 30 meses não pode ser exportada.

Caravaggio viveu entre 1571 e 1610 e é um dos artistas mais influentes da arte barroca.