Última hora

Última hora

Coreia do Norte: Kim Jong-un falha tentativa de homenagear o avô com um míssil

Pyonyang celebra esta sexta-feira, 15 de abril, o "Dia do Sol"

Em leitura:

Coreia do Norte: Kim Jong-un falha tentativa de homenagear o avô com um míssil

Tamanho do texto Aa Aa

Terão saído furados os planos de Kim Jong-Un de homenagear o avô e fundador da Coreia do Norte, Kim Il Sung, com o lançamento de um míssil balístico, integrado nas celebrações do chamado Dia do Sol (15 de abril).

Point of view

A Coreia do Norte parece ter tentado o lançamento de um míssil a partir da zona do Mar do Leste. Presume-se que o lançamento tenha falhado.

De acordo com os responsáveis sul-coreanos da comissão de reunificação, Pyongyang terá tentado esta sexta-feira o lançamento de um míssil do tipo Musudan ou BM-25, com um alcance estimado de até 4000 quilómetros. A tentativa terá sido registada às 05h30 da manhã, hora local.

“A Coreia do Norte parece ter tentado o lançamento de um míssil a partir da zona do Mar do Leste (Mar do Japão, eventualmente) esta sexta-feira de manhã. Presume-se que o lançamento tenha falhado”, informou a junta dos Chefes das forças armadas sul-coreanas, citada pela agência Yonhap.

O porta-voz da comissão sul-coreana de reunificação lembrou que “já em março Kim Jong-Un dera ordens para que fossem realizados exercícios militares adicionais incluindo testes de mísseis”. Jeong Joon-hee relaciona “este lançamento com essas instruções” e sugere que “a Coreia do Norte pode estar a querer promover duas caras”. “Para o exterior, mostra-se determinada em resistir às sanções internacionais. Internamente, parece querer fortalecer a imagem de Kim Jong-un em vésperas do congresso do partido”, disse Jeong Joon-hee.

O anunciado VII congresso do Partido dos Trabalhadores da Coreia está a ser preparado há muito tempo por Kim Jung-un. Será o primeiro congresso do partido em cerca de três décadas, sublinha a Yonhap, e, de acordo com a agência norte-coreana KCNA, deverá acontecer no início de maio.

Esta sexta-feira, 15 de abril, contudo, foi dia de celebrar o 104.° aniversário sobre o nascimento de Kim Il Sung, o avô do atual líder norte-coreano, fundador e líder supremo da Coreia do Norte. Desde 1997 que Pyongyang celebra com pompa e circunstância o antigo líder que morreu em 1994, aos 82 anos.

A referência a esta celebração como “Dia do Sol” surgiu também em 1997 e está relacionada com o facto de o nome “Sung” significar “sol” — explica a KCNA — e porque o fundador norte-coreano terá “iluminado o caminho a seguir pela humanidade com o seu nome, criou um jardim das flores com ardente entusiasmo e amor humano, e cuidou de todas as pessoas com grande força humana.”