Última hora

Última hora

Egito: Polícia reprime protestos contra o presidente

Pelo menos 120 pessoas foram detidas esta sexta-feira em manifestações no Egito, contra a decisão tomada pelo presidente Abdul Fatah al Sisi, de

Em leitura:

Egito: Polícia reprime protestos contra o presidente

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 120 pessoas foram detidas esta sexta-feira em manifestações no Egito, contra a decisão tomada pelo presidente Abdul Fatah al Sisi, de devolver à Arábia Saudita duas ilhas no Mar Vermelho.

As forças de segurança usaram gás lacrimogéneo contra os milhares de manifestantes que saíram à rua no Cairo, em Alexandria e noutras cidades do país.

Segundo o governo, as ilhas de Tirán e Sanafir pertencem à Arábia Saudita, que em 1950 pediu ao Egito que as protegesse de Israel. Em 1967 Israel ocupou as ilhas e devolveu-as ao Egito depois dos acordos de paz em 1979.

A decisão de transferir a soberania das ilhas para a Arábia Saudita foi anunciada durante a recente visita ao país do rei da Arábia Saudita Salman bin Abdulaziz, mas a oposição considera-a inconstitucional. A decisão vai ser submetida à votação do parlamento, onde o presidente conta com maioria.

A crise económica, a violência policial e a governação de mão de ferro do presidente são factores que têm feito crescer o descontentamento na sociedade. Os protestos, convocados por cidadãos e ativistas através das redes sociais, envolveram também grupos políticos opositores do governo.

Al Sisi chegou ao poder após o golpe de Estado de 3 de julho de 2013 que derrubou o então presidente egípcio Mohammed Mursi, ligado à Irmandade Muçulmana.