Última hora

Última hora

Iraque: Crise política reabre divisões comunitárias no parlamento

O primeiro-ministro iraquiano dirigiu-se ontem ao país para tentar pôr fim a uma crise política que ameaça reabrir as divisões entre as comunidades

Em leitura:

Iraque: Crise política reabre divisões comunitárias no parlamento

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro iraquiano dirigiu-se ontem ao país para tentar pôr fim a uma crise política que ameaça reabrir as divisões entre as comunidades iraquianas.

Haider al-Abadi afirmou que o atual bloqueio do parlamento ameaça não só as reformas contra a corrupção, como a guerra contra o grupo Estado Islâmico.

Desde o início da semana que os deputados curdos e xiitas rejeitam aprovar o novo executivo proposto pelo primeiro-ministro.

As tensões levaram à suspensão das sessões do parlamento de quarta e quinta-feira.

Os deputados rebeldes criticam a decisão do chefe do executivo de distribuir os cargos no governo por comunidades, tendo votado a favor da destituição do presidente do parlamento, um sunita.

Desde o início da semana que vários dignitários xiitas protestam em Bassorá para pedir um governo de tecnocratas para ultrapassar as divisões comunitárias do país.

O primeiro-ministro tinha proposto em fevereiro esta opção, antes de ceder à pressão dos grandes partidos no parlamento.

O Iraque conta atualmente com um presidente curdo, um primeiro-ministro xiita e um presidente do parlamento sunita.