Última hora

Última hora

Japão: Cento e vinte e três réplicas foram registadas após o sismo

. Pelo menos nove pessoas morreram e cerca de 1.000 ficaram feridas, este é o último balanço do sismo que atingiu o sudoeste do Japão. De

Em leitura:

Japão: Cento e vinte e três réplicas foram registadas após o sismo

Tamanho do texto Aa Aa

.
Pelo menos nove pessoas morreram e cerca de 1.000 ficaram feridas, este é o último balanço do sismo que atingiu o sudoeste do Japão.

De magnitude 6,4 na escala de Richter o tremor de terra atingiu a ilha de Kyushu e uma série de réplicas continuaram sacudir a área ao redor da cidade de Kumamoto, esta sexta-feira, um total de 123, até ao momento.

O primeiro-ministro, Shinzo Abe, enviou condolências aos familiares das vítimas. “Rezo pelas almas dos que morreram no terramoto e envio minhas condolências às famílias dos falecidos, e minha simpatia aos feridos, e evacuados, todos os que foram afetados pelo desastre. O governo continua a fazer todo o possível para resgatar e ajudar os sobreviventes. Nossa prioridade é a segurança dos moradores “.

As equipas de resgate passam os escombros a pente fino em busca de sobreviventes. Dezenas de casas, a maioria antigas e de madeira, foram total ou parcialmente destruídas, forçando cerca 44.000 pessoas a procurar refúgio em abrigos onde receberam arroz e água potável. Vários incêndios e inundações também foram observados em alguns lugares.

Alguns moradores dormiram em parques de estacionamento públicos a noite passada.

Com epicentro a uma profundidade de apenas 11 km, este simos teve intensidade igual à do terramoto de 11 de Março de 2011 que seguido de um tsunami causou 18 mil vítimas contando mortos e desaperecidos.