Última hora

Última hora

Presidente francês deixa o Líbano com a promessa de ajuda de milhões de euros aos refugiados sírios

O presidente francês, Francois Hollande, realizou este domingo o seu segundo e último dia de visita ao Líbano. Hollande deslocou-se até um campo de

Em leitura:

Presidente francês deixa o Líbano com a promessa de ajuda de milhões de euros aos refugiados sírios

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente francês, Francois Hollande, realizou este domingo o seu segundo e último dia de visita ao Líbano.

Hollande deslocou-se até um campo de refugiados sírios em Dalhamiyé, a Este do Vale de Bekaa, onde falou com duas famílias que brevemente vão encontrar asilo em França.

No sábado, mal chegou a Beirute, o presidente francês prometeu ajudar o Líbano a lidar com o afluxo de refugiados.

“Decidi que a França deve trabalhar ao vosso lado. A ajuda francesa aos refugiados no Líbano será aumentada para 50 milhões de euros este ano e 100 milhões de euros nos próximos três anos,” declarou Francois Hollande.

O chefe de Estado francês também se comprometeu com uma “ajuda imediata para reforçar as capacidades militares do Líbano” e fazer frente à ameaça jihadista, especialmente o grupo Estado Islâmico, que já assumiu a responsabilidade por atentados no país.

A ajuda, que surge após a Arábia Saudita suspender uma doação de 2,2 mil milhões de euros, vai permitir às autoridades libanesas adquirirem equipamento militar francês.

Domingo de manhã, o presidente francês encontrou-se com o patriarca Beshara al-Rai , chefe da poderosa igreja cristã maronita, e também se reuniu com líderes religiosos muçulmanos.

Antes de voar para o Egito, onde realiza a primeira visita de Estado desde 2012, Francois Hollande participou numa cerimónia militar com membros franceses da força de paz das Nações Unidas estacionadas no Líbano.