Última hora

Última hora

Tribunal ucraniano condena alegados militares russos a 14 anos de prisão

Um tribunal ucraniano condenou a 14 anos de prisão dois alegados militares russos por terem combatido com os separatistas pró-russos no leste da

Em leitura:

Tribunal ucraniano condena alegados militares russos a 14 anos de prisão

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal ucraniano condenou a 14 anos de prisão dois alegados militares russos por terem combatido com os separatistas pró-russos no leste da Ucrânia. O capitão Evgueni Erofeïev e o sargento Alexandre Alexandrov foram capturados em maio do ano passado. A Rússia diz que ambos abandonaram as forças especiais antes de partirem para a Ucrânia.

“A sentença foi anunciada. Não tenho a cópia da sentença e o meu cliente ainda não tem a tradução. Nós vamos falar sobre um possível recurso depois de receber a tradução e vamos ter em conta todas as possibilidades de recurso”, disse Valentyn Rybin, advogado de Alexander Alexandrov.

“Tenho a impressão que fizemos o nosso trabalho bastante bem”, afirmou Ihor Nymchenko, representante do Ministério Público.

O Kremlin anunciou que os presidentes russo e ucraniano discutiram entretanto o futuro dos dois prisioneiros russos e da piloto ucraniana Nadiya Savtchenko, condenada na Rússia a 22 anos de prisão, reforçando a ideia de uma possível troca de presos.

“Se a Ucrânia e a Rússia acordarem a troca, o processo não vai ser rápido. Para começar, terão de esperar pelo menos que acabe o prazo para interpor recurso”, sublinhou a correspondente da Euronews na Ucrânia, Nadiya Dermanska.