Última hora

Em leitura:

Atentado em Jerusalém faz crescer o medo de uma nova Intifada


Israel

Atentado em Jerusalém faz crescer o medo de uma nova Intifada

Os habitantes de Jerusalém acordaram, esta terça-feira, para aquilo que alguns temem ser uma nova era de explosões em autocarros, semelhante à segunda intifada palestiniana, do início dos anos 2000, onde os atentados suicidas em autocarros israelitas eram uma característica marcante da revolta.

“Esta manhã, como todos os outros em Jerusalém, tenho medo. Novamente, os autocarros não são seguros. Há um problema, mas acho que isso é comum a mim e ao meu vizinho árabe. Estamos todos com medo,” afirma, Micha, residente em Jerusalém.

“Antes havia mais explosões em Jerusalém. Nos últimos anos reduziram. Acho muito mau que isto volte a acontecer, obriga-me a ter muito mais cuidado,” revela, Avraham, residente em Jerusalém.

A explosão de segunda-feira provocou 21 feridos, 13 dos quais ainda estão hospitalizados.

O ataque confirma a escalada na violência que, desde outubro, provocou a morte a 201 palestinianos e 28 israelitas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Negociações de paz para a Síria: Combates e Assad dividem posições em Genebra