Última hora

Última hora

Casas sustentáveis feitas com impressoras 3D e em módulos de cartão em Amesterdão

Em leitura:

Casas sustentáveis feitas com impressoras 3D e em módulos de cartão em Amesterdão

Tamanho do texto Aa Aa

Casas fabricadas com uma impressora 3D ou com base em módulos de cartão são algumas das atrações de um evento em Amesterdão dedicado aos modos de

Casas fabricadas com uma impressora 3D ou com base em módulos de cartão são algumas das atrações de um evento em Amesterdão dedicado aos modos de vida sustentáveis.

Point of view

As pessoas ficam surpreendidas por haver tanto espaço numa casa tão pequena. Usámos muito vidro, há uma sensação de espaço. A casa interaje com o ambiente.

O coletivo holandês Woonpioners apresentou uma casa de madeira construída sobre rodas.
O custo da Porta Palace ronda os 35 mil euros.
A construção demorou um ano.
O espaço de 18 metros quadrados parece maior graças à arquitetura interna pensada ao milímetro.

“As pessoas ficam surpreendidas por haver tanto espaço numa casa tão pequena. Usámos muito vidro, há uma sensação de espaço. A casa interaje com o ambiente”, disse Jelte Glas, gestor de projetos na empresa Woonpioniers.

A Wikkelhouse é um módulo feito a partir de cartão. A equipa de arquitetos holandeses usa 24 camadas de cartão coladas umas às outras.
A estrutura é depois coberta com madeira.

Na fábrica Fiction Factory, cada etapa do processo é automatizada e é possível construir a casa numa semana.

“É uma pequena casa onde se pode viver mas quero ter uma casa de banho e uma cozinha. Este elemento permite integrá-las. Tiro um elemento e coloco outro e fico com a cozinha. Posso colocar outro atrás daquele e fico com um quarto. A casa é construída numa semana”, explicou Oep Schilling, fundador da Fiction Factory.

Cada módulo custa 3500 euros. O preço final da casa com cozinha e casa de banho ronda os 70 mil euros. A habitação pode ser instalada em zonas urbanas ou rurais.

A impressão 3D foi um dos grandes destaques da feira holandesa. A empresa MX3D criou uma máquina comandada por um software capaz de imprimir objetos de grande dimensão em aço. O próximo projeto da empresa é a construção de uma ponte.

“As impressoras 3D tradicionais funcionam com volumes mais pequenos, nós podemos imprimir volumes maiores. A construção de uma ponte é apenas um pequeno salto em relação ao ponto em que estamos agora. É uma verdadeira inovação”, sublinhou Gijs van der Velden, fundador da MX3D.

O público pode visitar o FabCity Campus, em Amesterdão até 26 de junho.