Última hora

Última hora

Tensão União Europeia-Turquia por causa da liberalização de vistos

Para beneficiar do regime de liberalização de vistos na Europa, a Turquia tem de cumprir com todos os critérios envolvidos no processo. O presidente

Em leitura:

Tensão União Europeia-Turquia por causa da liberalização de vistos

Tamanho do texto Aa Aa

Para beneficiar do regime de liberalização de vistos na Europa, a Turquia tem de cumprir com todos os critérios envolvidos no processo. O presidente da Comissão Europeia reagiu desta forma a um foco de tensão com o aliado estratégico que firmou um acordo com a União Europeia no quadro da crise migratória.

“A Turquia tem agora de cumprir todas as condições remanescentes para que a Comissão possa adotar esta proposta nos próximos meses. A liberalização de vistos é uma questão de critérios. No caso da Turquia, os critérios não vão ser esquecidos”, sublinhou Jean-Claude Juncker.

Esta segunda-feira, o primeiro-ministro turco ameaçou deixar de receber migrantes e refugiados que entraram de forma ilegal no velho continente se, até junho, as restrições à atribuição de vistos a cidadãos turcos não tiverem sido aliviadas.

“Continuo a acreditar que a isenção de vistos vai entrar em vigor em junho. Se isso não acontecer, ninguém pode, obviamente, esperar que a Turquia cumpra a sua parte do acordo”, disse Ahmet Davutoğlu, na véspera de um encontro com o líder do executivo comunitário, em Estrasburgo.

Esta terça-feira, a Comissão Europeia libertou uma tranche de 110 milhões de euros, de um total de três mil milhões, prometidos no quadro do plano de ação União Europeia-Turquia destinado a desacelerar o fluxo migratório.