Última hora

Última hora

Mitsubishi admite "irregularidades" nos controlos de emissões poluentes

As ações da Mitsubishi caíram 15% na bolsa de Tóquio, depois de o fabricante japonês ter admitido “irregularidades” nos controlos de emissões

Em leitura:

Mitsubishi admite "irregularidades" nos controlos de emissões poluentes

Tamanho do texto Aa Aa

As ações da Mitsubishi caíram 15% na bolsa de Tóquio, depois de o fabricante japonês ter admitido “irregularidades” nos controlos de emissões poluentes de pelo menos 625 mil veículos. O anúncio foi feito numa conferência de imprensa dada pelo presidente do construtor de automóveis, Tetsuro Aikawa: “Descobrimos que estavam a ser usados testes impróprios que mostravam um consumo de combustível melhor do que o real. Foi também descoberto que os métodos utilizados para testar a poupança de combustível não obedeciam aos regulamentos japoneses. Pedimos desculpas aos nossos clientes e acionistas por isto”.

Segundo o construtor de automóveis japonês, em causa estão também alguns veículos construídos para a Nissan.

O anúncio da Mitsubishi acontece numa altura em que há um controlo mais apertado sobre a indústria automóvel, depois do escândalo da Volkswagen, que admitiu ter manipulado os testes de emissões.