Última hora

Última hora

Professores em greve na Hungria

Na Hungria, centenas de professores de centenas de escolas, de todo o país, suspenderam, alguns temporariamente, as aulas, esta quarta-feira, em

Em leitura:

Professores em greve na Hungria

Tamanho do texto Aa Aa

Na Hungria, centenas de professores de centenas de escolas, de todo o país, suspenderam, alguns temporariamente, as aulas, esta quarta-feira, em protesto contra a centralização do sistema educativo, do Primeiro-ministro Viktor Orban:

“Se os organizadores da greve conseguirem alcançar alguma coisa com esta iniciativa, isso significa que já avançámos um ou dois passos neste longo caminho para as alterações ao sistema público de educação”, refere Katalin Törley, uma professora.

O governo prometeu menos aulas, uma redução no trabalho administrativo dos professores, entre outras coisas. Os estudantes juntaram-se ao protesto que decorreu dentro de portas:

“Os professores anunciaram uma greve mas têm de ficar no prédio da escola. Por isso, decidimos sair e tornar a ação mais visível, para mostrar a nossa solidariedade e que estamos de acordo com as suas reivindicações”, adianta Viktor Gyetvai, um dos estudantes.

“Uma longa jornada de greve, todo o dia, no setor educativo, mas os sindicatos de outras áreas e mesmo a população civil mostrou a sua solidariedade com ações menores ou alguns minutos de greve”, explica Andrea Hajagos, correspondente da euronews em Budapeste.