Última hora

Última hora

BCE mantém taxas de juro e avança com compra de dívida das empresas em junho

Em leitura:

BCE mantém taxas de juro e avança com compra de dívida das empresas em junho

Tamanho do texto Aa Aa

Como esperado, o Banco Central Europeu (BCE) decidiu manter inalteradas as taxas de juro de referência depois de ter reforçado os estímulos em março.

A taxa diretora mantém-se em 0%, a taxa de depósitos em -0,4% e a taxa de juro da facilidade permanente de cedência de liquidez continua a ser de 0,25%.

Point of view

BCE tem um mandato para procurar manter a estabilidade de preços no conjunto da zona euro e não apenas na Alemanha.

Já as compras de dívida das empresas vão avançar em junho:

“Se uma empresa possuir um banco, mas a empresa-mãe não for um banco, é elegível (para o programa de compras de dívida). Mas se a empresa-mãe for um banco, não é elegível. O risco é partilhado, totalmente partilhado. A maturidade pode chegar a 30 anos. O limite (para as compras) é de até 70% (da companhia)”, detalhou Mario Draghi.

O presidente do BCE também reagiu às críticas germânicas sobre a política monetária expansionista que o banco central está a levar a cabo, afirmando que “o BCE agirá usando todos os instrumentos à nossa disposição (…) durante o tempo que for necessário”.

Draghi foi mais longe, recordando o BCE tem “um mandato para procurar manter a estabilidade de preços no conjunto da zona euro e não apenas na Alemanha”, acrescentado que o banco central “obedece à lei, não aos políticos”, porque é “independente, conforme está escrito na lei”.

Pode ver na integra a conferência de imprensa do BCE, aqui.

Em março, o BCE decidiu reforçar as compras de ativos, que passaram de 60 mil milhões para 80 mil milhões de euros por mês.