Última hora

Última hora

Kiev: Um lago de peixe radioativo

O chamado mar de Kiev é um lago artificial de 110 quilómetros de extensão formado por uma barragem no rio Dnipro. Estende-se da periferia de Kiev à

Em leitura:

Kiev: Um lago de peixe radioativo

Tamanho do texto Aa Aa

O chamado mar de Kiev é um lago artificial de 110 quilómetros de extensão formado por uma barragem no rio Dnipro. Estende-se da periferia de Kiev à foz do rio Prypiat, na zona de exclusão de Chernobyl. Em Kiev, há quem receie que, se a estrutura da barragem ceder, a capital ucraniana poderia ser devastada por uma vaga radioativa. No fundo do lago artificial foram encontrados componentes radioactivos, especialmente a norte.

Igor Mahnyov, da Academia Científica de Kiev, inventou um robot flutuante para detectar raios gama no fundo do lago. Encontrámo-nos a 30 km de Chernobyl.

“Cinquenta. Está a ver? Um nível muito superior ao limite. Com uma exposição de apenas 77 segundos, vemos uma linha de césio no espectro de raios gama”, disse o cientista.

Cinquenta impulsos eléctricos por segundo mostram que existem sedimentos, de césio, no fundo do lago. O nível normal seria de 10 ou 20 por segundo, como é o caso noutras partes do lago.

“Se existir uma substância radioactiva na água, fica nos peixes através das plantas aquáticas e outros alimentos. As pessoas que comerem este peixe, vão consumir radionuclídeos”, explicou Igor Mahnyov.

Vamos agora para outra praia próxima, Straholissya, testar a qualidade dos sedimentos.

A maioria dos radionuclídeos são resquícios do desastre de Chernobyl. Mas os cientistas dizem que o rio Prypiat traz novas lamas poluídas da zona de Chernobyl. Para Igor é impossível estabelecer que áreas do mar de Kiev e das águas em redor estão contaminadas, e se os peixes estão limpos, uma vez que se deslocam de uma área para outra.

“Fizemos medições neste local. Está limpo. Porém, se medir-mos noutro lugar, podemos encontrar uma acumulação de radionuclídeos”, afirmou Mahnyov.

Continuamos em seguida para sul, numa zona próxima dos subúrbios Kiev, não muito longe da barragem da hidroelétrica de Vyshgorod. Durante o verão, vêm aqui muitas pessoas fazer piqueniques, pescar e nadar. É o caso de Vadim Tsipilov, que costuma pescar neste local.

Disse-nos que não se preocupa com a radioatividade dos peixes do lago. “De qualquer modo, não vou comê-lo. Sei bem o que é Chernobyl. E nós aqui, estamos a jusante”, rematou.