Última hora

Última hora

"Sim" de Obama à permanência do Reino Unido na UE cria polémica

Barack Obama chegou ao Reino Unido e já instalou a polémica. Ao jornal britânico The Telegraph, o presidente dos EUA, deixou claro que apoia a

Em leitura:

"Sim" de Obama à permanência do Reino Unido na UE cria polémica

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama chegou ao Reino Unido e já instalou a polémica. Ao jornal britânico The Telegraph, o presidente dos EUA, deixou claro que apoia a permanência do Reino Unido na União Europeia.

Sem papas na língua, Obama afirmou que “a União Europeia não diminui a influência britânica, pelo contrário amplia-a. E acrescentou que “uma Europa forte não é uma ameaça para a Grã-Bretanha, enquanto líder em termos globais, mas sim uma mais-valia”.

David Cameron saudou as palavras do chefe de Estado dos EUA, já Boris Johnson, presidente da Câmara de Londres e defensor da saída do Reino Unido da UE, criticou-o:

“Como o presidente disse, esta manhã, ao Daily Telegraph, o importante para os EUA é manter o continente europeu unido depois dos horrores da Segunda Guerra Mundial e devido à necessidade de assegurar a paz. Para mim, o problema é que a União Europeia está a causar tais tensões e stress que a permanência é a opção insegura”, afirmou Johnson.

Os britânicos votam, a saída ou permanência do Reino Unido na União Europeia, a 23 de junho. O desfecho desta consulta pública é, para já, uma incógnita. Sondagens feitas no início da campanha para o referendo, no último dia 15, davam uma diferença de um por cento entre o “Sim” e o “Não”, com vantagem para o primeiro.

O “Sim” à União Europeia

O “Não” à permanência na UE