Última hora

Última hora

Volta ao mundo sem combustível: o sol levou o Solar Impulse 2 até São Francisco

A aterragem atrasou um pouco, mas o Solar Impulse 2 tocou o solo do Moffett Federal Airfield, em São Francisco, nos Estados Unidos, com o piloto

Em leitura:

Volta ao mundo sem combustível: o sol levou o Solar Impulse 2 até São Francisco

Tamanho do texto Aa Aa

A aterragem atrasou um pouco, mas o Solar Impulse 2 tocou o solo do Moffett Federal Airfield, em São Francisco, nos Estados Unidos, com o piloto suíço Bertrand Piccard a cumprir missão.

Esta era a etapa Havai-California daquilo a que Piccard chama um laboratório voador que mostra como pode ser o futuro com espírito pioneiro e de exploração.

Depois de um revés de nove meses para reparação, a volta ao mundo do Solar Impulse 2, que voa apenas com energia solar, sem qualquer outro combustível, vai na nona etapa das inicialmente planeadas. Começou em 2015, em Abu Dhabi, capital dos Emiratos Arabes Unidos e tomou a direcção este para tornear o globo, num total de 35 mil quilómetros.

Bertran Piccard pilota o aparelho em parceria com o também suíço Andre Borschberg.

A mensagem que querem sublinhar é, como disse Piccard ao Secretário-Geral das Nações Unidas pela assinatura do acordo climático de Paris em Nova Iorque, a da revolução da tecnologia limpa, chamando por isso também a Ban Ki Moon, pioneiro.