Última hora

Última hora

Em leitura:

Espanha comemora 400 anos da morte de Cervantes


le mag

Espanha comemora 400 anos da morte de Cervantes

Espanha assinala os 400 anos da morte de Miguel de Cervantes com uma série de eventos.
Uma parte das homenagens a Cervantes decorre em Toledo, capital da região de Castilla-la Mancha, que serve de pano de fundo ao romance “Dom Quixote”. Considerada como um marco da modernidade literária na Europa, a obra tornou-se num clássico da literatura mundial.

“Miguel de Cervantes não teve sucesso no teatro, mas sim com a publicação de ‘Don Quixote’, em 1605. Ele tornou-se célebre internacionalmente, e não apenas em Madrid e em Espanha. Oito ou dez anos após a primeira edição, o livro foi publicado seis vezes na península Ibérica e, depois, nos anos seguintes, em Bruxelas, Itália, Londres”, contou José Francisco Castro, comissário de uma exposição dedicada a Cervantes.

As aventuras de Don Quixote e Sancho Pança foram traduzidas em várias línguas. O escritor espanhol Andres Trapiello é o autor de uma das mais recentes adaptações modernas da obra.

“Esta obra é importante porque nela se encontram representados os três grandes princípios do Iluminismo que movem o melhor da humanidade, a igualdade, a fraternidade e a liberdade”, sublinhou Andrés Trapiello.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Vasta exposição de arte dos povos aborígenes da Oceânia abre portas no Mónaco

le mag

Vasta exposição de arte dos povos aborígenes da Oceânia abre portas no Mónaco