Última hora

Última hora

Hanks das Arábias

Em leitura:

Hanks das Arábias

Tamanho do texto Aa Aa

"A Hologram for the King" é adaptado de um "best-seller" de Dave Eggers.

A Hologram for the King é adaptado de um “best-seller” de Dave Eggers. Na história, um homem de negócios, interpretado por Tom Hanks, viaja até à Arábia Saudita para tentar vender ao rei um sistema de vídeo por hologramas.

Depois de apresentado no festival de Tribeca, em Nova Iorque, o filme estreou agora no Reino Unido: “Estamos sempre à procura de alguma coisa que nos fascine enquanto público, que saia dos trilhos habituais enquanto filme e nos leve, enquanto atores, para um sítio como o norte de África durante três meses. Algo que não se enquadre no padrão da máquina de entretenimento”, diz o ator.

O filme tem a assinatura do realizador e argumentista Tom Tykwer, autor de “Run Lola Run”, “ Perfume” e “Cloud Atlas”.

Ao adaptar o romance de Eggers, tentou aproveitar todo o potencial cómico da personagem interpretada por Tom Hanks, mesmo se no livro a história é mais melancólica que cómica.

Esta é uma nova colaboração entre os dois Toms, Hanks e Tykwer, depois de “Cloud Atlas”: “Sinto-me reinventado, enquanto realizador, graças a ele. É o ator mais radicalmente experimental que conheço. Vai onde tiver de ir só para experimentar algo e ver se é interessante. Está-nos sempre a estimular a descobrir coisas nas quais nunca tínhamos pensado”, conta o realizador.

O filme aborda também a questão dos direitos das mulheres na Arábia Saudita. A personagem interpretada por Sarita Choudhury é uma médica muito respeitada no meio, mas que não pode sequer conduzir um carro, devido às leis do país.

O filme conta ainda com Alexander Black e com a atriz dinamarquesa Sidse Babett Knudsen em papéis secundários. “A hologram for the King” estreia em Portugal no dia 5 de maio.