Última hora

Última hora

Síria: Enviado da ONU apela a EUA e Rússia a salvarem a trégua de Fevereiro

Um civil foi morto na Síria a cada 25 minutos nas últimas 48 horas. Foi com esta constatação que o enviado da ONU apelou à Rússia e aos Estados

Em leitura:

Síria: Enviado da ONU apela a EUA e Rússia a salvarem a trégua de Fevereiro

Tamanho do texto Aa Aa

Um civil foi morto na Síria a cada 25 minutos nas últimas 48 horas. Foi com esta constatação que o enviado da ONU apelou à Rússia e aos Estados Unidos para que salvem a trégua em vigor desde 27 de Fevereiro.

Stefan de Mistura tinha sido incapaz de reconciliar regime e oposição durante a terceira ronda de negociações, ontem em Genebra, abaladas pelo reatar dos confrontos no terreno.

Sem avançar uma data para as próximas discussões, de Mistura garantiu que as negociações vão prosseguir.

“Mas vamos ser honestos, elas só podem dar resultados se e quando a trégua regressar à situação a que assistimos em Fevereiro e Março. Daí o meu apelo a uma iniciativa urgente, ao mais alto nível, da Rússia e dos Estados Unidos. Pois o legado dos presidentes Obama e Putin está ligado ao êxito do que tem sido uma iniciativa única que começou bem e que tem que terminar bem”, afirmou o enviado da ONU para a Síria.

O reatar dos confrontos em Aleppo provocou mais de uma centena de mortos na cidade desde sexta-feira.

Pelo menos 20 civis morreram ontem após o bombardeamento de um hospital pelas forças do regime na cidade.

Uma situação que reflete o impasse ao nível diplomático, quando oposição e regime mantém-se divididos sobre a permanência de Bashar Al-Assad no poder.

A Rússia abalou ontem as frágeis discussões ao anunciar que quer incluir o grupo armado da oposição “Exército do Islão” (sentado na mesa das negociações) na lista de movimentos terroristas.