Última hora

Última hora

Berlim restringe aluguer via plataformas como Airbnb

Face à escassez de apartamentos para arrendar e à forte subida das rendas, a capital alemã restringe o aluguer temporário de apartamentos e casas

Em leitura:

Berlim restringe aluguer via plataformas como Airbnb

Tamanho do texto Aa Aa

Face à escassez de apartamentos para arrendar e à forte subida das rendas, a capital alemã restringe o aluguer temporário de apartamentos e casas inteiras através de plataformas como Airbnb.

Desde 1 de maio, os turistas podem alugar apenas quartos.

Berlim é um dos principais destinos turísticos europeus, com mais de 30 milhões de pernoitas oficiais, em 2015, e mais seis milhões no mercado paralelo.

Entre 2009 e 2014, as rendas subiram 56%.

A lei “Zweckentfremdungsverbot”, de 2014, prevê multas até 100 mil euros.

Alguns proprietários contestam a lei em tribunal.

Segundo a agência de notícias DPA, o governo estima que dez mil apartamentos entrem no mercado local de arrendamento.

Neste artigo, em alemão, poderá ver a progressão do Airbnb na capital alemã. Este é um dos gráficos do artigo, com a progressão entre 2013 e 2015:

“The Christian Science Monitor tenta explicar a decisão de Berlim”: http://www.csmonitor.com/World/Global-News/2016/0501/Why-Berlin-has-banned-Airbnb?cmpid=gigya-tw.