Última hora

Última hora

Espanha volta às urnas

Os espanhóis preparam-se para voltar às urnas no próximo dia 26 de junho e os partidos políticos retomam a campanha eleitoral no dia 10. Esta

Em leitura:

Espanha volta às urnas

Tamanho do texto Aa Aa

Os espanhóis preparam-se para voltar às urnas no próximo dia 26 de junho e os partidos políticos retomam a campanha eleitoral no dia 10.

Esta terça-feira, o rei de Espanha vai assinar a dissolução do Parlamento, o que tornará esta legislatura a mais curta da história democrática do país com Mariano Rajoy à frente de um executivo interino e sem poder para aprovar uma série de novas reformas.

“O que aconteceu nestes quatro meses não pode voltar a repetir-se. Os vetos não servem a democracia e o nosso grupo foi vetado. Espero que agora venha o senso comum e que todos possam agir com alguma lucidez”.

Segundo as últimas sondagens Partido Popular aparece em primeiro lugar mas com porcentagem insuficiente para formar um governo sozinho. Logo atrás vêm os socialistas, seguidos do Podemos, em terceiro, e do Cidadãos, em quarto.

A confirmar-se esta previsão poderá ocorrer um novo impasse político. O líder dos socialistas, Pedro Sánchez, já afirmou que não há nenhuma possibilidade de acordo com os conservadores, caso eles ganhem de novo sem maioria.

Após três décadas de bipartidarismo, a Espanha quebrou esta tendência em dezembro com a entrada em vigor de dois novos partidos no Congresso, os cidadãos liberais, com assentos de quarenta, e o Nós (da esquerda anti-austeridade), com 69.