Última hora

Última hora

Índia pronta a extraditar fuzileiro italiano detido há 4 anos

A Índia e a Itália parecem à beira de um acordo para pôr fim a uma crise diplomática de quatro anos. Nova Deli afirmou estar pronta a entregar às

Em leitura:

Índia pronta a extraditar fuzileiro italiano detido há 4 anos

Tamanho do texto Aa Aa

A Índia e a Itália parecem à beira de um acordo para pôr fim a uma crise diplomática de quatro anos.

Nova Deli afirmou estar pronta a entregar às autoridades italianas, Salvatore Girone, um dos dois fuzileiros detidos no país em 2012, depois de abaterem dois pescadores durante uma operação contra a pirataria marítima.

O anúncio ocorre na véspera do tribunal permanente de arbitragem de Haia autorizar a extradição, numa decisão prevista para esta terça-feira.

O ministro dos Negócios Estrangeiros italiano, Paolo Gentiloni, congratulou-se com a decisão do tribunal.

“Os juízes deram-nos razão por duas vezes e acredito que voltarão a fazê-lo no final do processo. No final os argumentos de Girone e Latorre, e de Itália, vão prevalecer. Vai demorar um pouco de tempo, mas vão prevalecer”.

Os dois fuzileiros tinham sido detidos depois de abaterem por engano dois pescadores, quando patrulhavam o cargueiro italiano “enrica Lexie” na costa indiana.

Girone poderá aguardar agora a decisão final do Supremo Tribunal indiano, em Itália, sob liberdade condicional.

O segundo fuzileiro tinha sido já extraditado para Itália em 2014 por razões de saúde.