Última hora

Última hora

FMI apela a reforma na política económica da África subsaariana

O Fundo Monetário Internacional antevê que a África subsaariana vai abrandar o crescimento económico este ano para cerca de três por cento, o mais

Em leitura:

FMI apela a reforma na política económica da África subsaariana

Tamanho do texto Aa Aa

O Fundo Monetário Internacional antevê que a África subsaariana vai abrandar o crescimento económico este ano para cerca de três por cento, o mais baixo desde 1999.

O FMI defende uma reforma das políticas económicas da região para responder, por exemplo, à prolongada baixa do preços das matérias-primas, que afeta sobretudo Angola e Nigéria, os dois maiores produtores de petróleo da região.

O surto de ébola é outro dos responsáveis pelo abrandamento económico africano, tendo atingido sobretudo a Guiné, a Libéria e a Serra Leoa, três países agora em recuperação progressiva.

A seca tem sido outro dos problemas a afetar o desenvolvimento da África subsaariana. A falta de água está afetar, por exemplo, o crescimento de Moçambique.