Última hora

Em leitura:

A vitória do trabalho


Desporto

A vitória do trabalho

Pela segunda vez em três anos o Atlético de Madrid está na final da Liga dos Campeões, uma proeza assinalável para um clube que há anos andava arredado do sucesso e andou mesmo pela segunda divisão.

A chegada de Diego Simeone mudou tudo para os lados de Vicente Calderón e transformou os “colchoneros” num dos clubes mais temidos do futebol mundial.

Mesmo sem o orçamento milionário dos principais rivais, o clube luta olhos nos olhos com os principais tubarões do futebol. Há dois anos, sagrou-se campeão espanhol e ficou a segundos de conquistar a Liga dos Campeões na final de Lisboa.

Para o técnico argentino, a receita do sucesso é simples: “Trabalhámos no duro nos últimos quatro anos e meio. Obviamente que há coisas que podemos melhorar mas… não é por acaso que uma equipa chega a finais da Liga Europa, da Supertaça europeia, da Taça do Rei e por duas vezes da Liga dos Campeões. Com dez jogadores novos e muita juventude na equipa. O sucesso não aparece por acaso.”

Em Madrid, apesar de ainda não terem ganho nada, os adeptos do Atlético saíram à rua para festejar. Esta quarta-feira o cenário pode repetir-se mas em tons de branco, caso o Real deixe pelo caminho o Manchester City.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

Desporto

Mesmo sem presidente, UEFA faz história em Budapeste