Última hora

Última hora

PM turco vai deixar liderança do partido e do governo

Dirigentes do AKP garantem que Ahmet Davutoğlu não se vai recandidatar.

Em leitura:

PM turco vai deixar liderança do partido e do governo

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoğlu, vai deixar a liderança do partido do poder, o AKP, o que significa que deve deixar também em aberto a chefia do governo de Ancara, já que os estatutos do partido são claros: O líder do partido deve também chefiar o governo, se tiver a maioria.

Dirigentes do AKP confirmaram que o partido iria realizar um congresso extraordinário muito em breve e Davutoğlu não se iria recandidatar à liderança.

A decisão de não se recandidatar surge depois de uma reunião de mais de uma hora e meia entre Davutoğlu e o presidente Recep Tayyip Erdoğan, que terá feito aumentar a tensão que se vive entre os dois homens.

O AKP, partido conservador e contra o laicismo, governa a Turquia desde 2002. A partida de Ahmet Davutoğlu surge numa altura delicada para o país, com o acordo com a Comissão Europeia sobre os migrantes e o aumento da tensão com os grupos separatistas curdos.

A partida do primeiro-ministro criou um clima de incerteza sobre o futuro da Turquia e fez cair a cotação da lira turca.