Última hora

Última hora

Domingo é o dia D para a Grécia aprovar a reforma das pensões

A Grécia precisa de aprovar, este domingo, o projeto de reforma dos impostos e das pensões se quiser receber a próxima parcela de apoio dos credores internacionais, no quadro do terceiro resgate finan

Em leitura:

Domingo é o dia D para a Grécia aprovar a reforma das pensões

Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia precisa de aprovar, este domingo, o projeto de reforma dos impostos e das pensões se quiser receber a próxima parcela de apoio dos credores internacionais, no quadro do terceiro resgate financeiro concedido ao país nos últimos seis anos.

Não estamos a pedir esmolas, já disse Atenas, confiante, porque considera estar a cumprir com tudo o que foi acordado e até superou os objetivos em alguns pontos do programa de assistência, como declarou à euronews o primeiro-ministro, Alexis Tsipras.

Na reforma das pensões, que é votada no Parlamento este domingo, o Governo quer poupar 1300 milhões de euros por ano.

O projeto prevê pensões entre 478 euros (após 20 anos de trabalho em que o salário final seja de 500 euros) e 1828 euros (para quem desconte 42 anos e receba na altura da reforma 2500 euros).

As pensões acima de 1300 euros vão sofrer um corte de até 40% do último salário, uma perda substancial, mas há que recordar que, atualmente, há pensionistas que recebem mais do que os que ainda estão a trabalhar nas mesmas funções.

Antes de se tornar universal, a lei prevê um período de transição até 2019.

O eurogrupo reúne segunda-feira para avaliar os progressos das reformas na Grécia