Última hora

Última hora

Morreu Margot Honecker, viúva do antigo líder da RDA Erich Honecker, vítima de cancro

Margot Honecker, viúva do antigo líder da República Democrática Alemã (RDA) Erich Honecker, morreu esta sexta-feira, aos 89 anos, vítima de um cancro.

Em leitura:

Morreu Margot Honecker, viúva do antigo líder da RDA Erich Honecker, vítima de cancro

Tamanho do texto Aa Aa

Margot Honecker, viúva do antigo líder da República Democrática Alemã (RDA) Erich Honecker, morreu esta sexta-feira, aos 89 anos, vítima de um cancro.

Honecker viva no Chile há mais de 20 anos.

Descrita como comunista incondicional, foi ministra da Educação da RDA de 1963 até à queda do Muro de Berlim em 1989. Nos últimos anos tinha uma vida discreta, rodeada pela família e amigos, incluindo antigos refugiados chilenos na Alemanha.

Chegou ao Chile em 1992 com a filha, Sonja, três anos após a queda do Muro de Berlim e depois de ter se ter refugiado com o marido na embaixada do Chile em Moscovo, em dezembro de 1991.

O governo russo entregou Erich Honecker às autoridades alemãs, que o julgaram pela morte de 49 pessoas abatidas ao tentar passar o muro.

O antigo líder da RDA acabaria por ser libertado por razões humanitárias no início de 1993, doente com cancro e viajaria também para o Chile onde morreu em maio de 1994.

Em 2012, numa das poucas ocasiões em que quebrou o silêncio, a viúva de Honecker concedeu uma entrevista ao canal de televisão alemão ARD em que defendeu o regime da RDA e o Muro de Berlim.