Última hora

Última hora

Mais de 70 mortos e dezenas de feridos em acidente rodoviário no Afeganistão

Pelo menos 73 morreram e dezenas ficaram gravemente feridos num acidente rodoviário na estrada que liga Cabul a Kandahar, no Afeganistão.

Em leitura:

Mais de 70 mortos e dezenas de feridos em acidente rodoviário no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

A segurança rodoviária no Afeganistão

* Mais de 70 mortos, incluidas várias crianças, este domingo

* *Pelo menos 60 feridos, alguns com gravidade *

* Há dois anos, 43 morreram em acidente semelhante na província de Kandahar

* Cerca de 3 mil pessoas morrem por ano nas estradas do Afeganistão

* Em novembro, Banco Mundial financiou obras na rede rodoviária em 240 milhões de euros

Pelo menos 73 pessoas morreram este domingo numa violenta colisão entre 2 autocarros lotados com 125 passageiros a bordo e um camião cisterna, na estrada que liga a capital afegã, Cabul, à cidade de Kandahar, no este do país.

A colisão frontal entre os veículos pesados deu origem a um incêndio de grandes proporções. A maioria das vítimas morreu carbonizada e não durante o acidente, incluidas várias crianças.

O Governo afegão informou que dezenas de passageiros foram levados, em estado de choque, para diferentes hospitais, situados nas cidades de Kandahar e Ghazni. O número de mortos poderia, segundo o governo, vir a aumentar nas próximas horas deste domingo.

A região onte aconteceu o violento acidente é uma das zonas mais gravemente castigadas pela violência dos jihadistas do movimento Taliban. Muitos dos condutores que operam os serviços de transporte coletivo regional conduzem de forma imprudente e, muitas vezes, a alta velocidade, normalmente para evitar qualquer tipo de contacto com os militantes locais.

Uma das passageiras que escapou com vida ao acidente disse à AFP que a culpa era do condutor do autocarro em que seguia.

“Conduzia como um doido e a culpa é dele”, disse Esmatullah.

“A maioria dos condutores toma drogas, como haxixe, ópium. Toda a gente sabe disso. Andam sempre fora de controlo”, concluiu a passageira.

Esmatullah, sobrevivente da colisão

A maioria dos condutores toma drogas, como haxixe, ópium. Toda a gente sabe disso. Andam sempre fora de controlo

Calcula-se que cerca de 3 mil pessoas morram todos os anos nas estradas do Afeganistão. Os acidentes mortais acontecem diariamente nas principais vias de comunincação do país, muitas vezes em elevado estado de degradação.

Em maio de 2005, 18 pessoas morreram quando um mini-autocarro captou numa estrada na província de Badghis (noroeste).

Em abril de 2013, pelo menos 45 pessoas morreram quando um autocarro colidiu contra um camião cisterna, no sul da província de Kandahar.

O Banco Mundial financiou em mais de 240 mil euros um conjunto de obras para melhorar a rede rodoviária do Afeganistão, castigada por anos de conflitos locais, instabilidade económica e a consequente falta de investimento.