Última hora

Última hora

Grécia: Parlamento aprova novos cortes nas pensões e aumento dos impostos

O parlamento grego aprovou este domingo a reforma fiscal e de pensões, proposta pelo governo de Alexis Tsipras. O pacote de austeridade inclui novos

Em leitura:

Grécia: Parlamento aprova novos cortes nas pensões e aumento dos impostos

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento grego aprovou este domingo a reforma fiscal e de pensões, proposta pelo governo de Alexis Tsipras.

O pacote de austeridade inclui novos cortes nas pensões e o aumento dos impostos. Estas reformas são exigidas pelos credores internacionais, Fundo Monetário Internacional (FMI) e União Europeia, em troca de nova ajuda financeira ao país.

Na segunda-feira, os ministros das Finanças da zona do euro (Eurogrupo) decidem se vão ser libertadas novas verbas de ajuda para a Grécia.

Enquanto a proposta do governo era discutida no parlamento, diante do edifício cerca de 20 mil pessoas protestaram contra os planos de cortes, numa manifestação convocada pelos sindicatos.

“Não vamos aceitar compromissos. Não vamos recuar. Não desitiremos enquanto não fizermos cair estas políticas e aqueles que as implementam”, disse Grigoris Kalomiris, da Confederação de Sindicatos do Setor Público da Grécia (ADEDY).

O executivo grego espera com esta reformas das pensões, dos impostos diretos e indiretos, economizar 5.400 milhões de euros por ano, para conseguir em 2018 um superavit primário de 3,5% do produto interno bruto, como prevê o programa do terceiro resgate.

Os ministros das Finanças da zona euro reúnem-se extraordinariamente na segunda-feira, em Bruxelas, para discutir o novo pacote de medidas de austeridade na Grécia, definido no âmbito do terceiro resgate ao país. Estão na mesa as novas parcelas do pacote de crédito acordado entre Atenas e os países da União Monetária em julho de 2015, num total de 86 mil milhões de euros. Serão também debatidos em Bruxelas eventuais cortes da dívida grega.