Última hora

Última hora

Liga Portuguesa, J33: Benfica dá passo de gigante rumo ao tri mas Sporting não baixa os braços

Em leitura:

Liga Portuguesa, J33: Benfica dá passo de gigante rumo ao tri mas Sporting não baixa os braços

Tamanho do texto Aa Aa

Sporting termina temporada em grande forma e goleou o Vitória de Setúbal com nota artística mas é o Benfica que está à beira do título. A equipa de Rui Vitória jogou mais de uma hora com dez nos Barreiros, mesmo assim derrotou o Marítimo por 2-0. Arouca garante Europa, Académica desce de divisão.

Desta vez não houve “estrelinha” nem golos caídos do céu ao cair do pano. Foi uma vitória à campeão. O Benfica tem uma mão no título depois de ter alcançado uma vitória categórica no caldeirão dos Barreiros por dois golos sem resposta.



A equipa de Rui Vitória dominou por completo o encontro frente ao Marítimo e nem a expulsão infantil de Renato Sanches aos 37 minutos, quando o resultado se encontrava a zero, retirou o controlo das operações aos encarnados. Jonas e companhia tiveram várias oportunidades para abrir o marcador no primeiro tempo mas Salin disse sempre presente. Na única ocasião em que o francês não conseguiu chegar à bola, esta bateu com estrondo no ferro.


No segundo tempo, e mesmo em inferioridade numérica, o Benfica entrou disposto a resolver cedo a questão e foi recompensado com um golo de Mitroglou após o descanso. Mesmo contra dez, o Marítimo nunca conseguiu incomodar Ederson e foi sem surpresa que o Benfica chegou ao segundo. Talisca fez o gosto ao pé na marcação de um livre direto. O resultado até podia ter sido mais dilatado mas Salin e uma vez mais o ferro (Raúl Jiménez) negaram o terceiro aos encarnados.

Mão cheia do Sporting na despedida de Alvalade

No sábado, o Sporting tinha efetuado o último jogo da temporada no Estádio de Alvalade e presenteou os adeptos presentes com uma exibição de gala, coroada com uma goleada por 5-0 frente ao Vitória de Setúbal. O resultado até podia ter sido mais dilatado, não fosse a excelente exibição de Ricardo na baliza dos sadinos. Gelson e Ruiz bisaram, Teo Gutiérrez também fez o gosto ao pé.


A equipa de Jorge Jesus atravessa indiscutivelmente o melhor momento da temporada, infelizmente para os leões, o pico de forma pode ter surgido demasiado tarde. O Sporting ainda luta pelo primeiro campeonato em 14 anos mas para isso acontecer, precisa de vencer em Braga na última jornada e esperar que o Benfica não conquiste os três pontos na receção ao Nacional.

Arouca faz história, Académica desce

O Arouca precisou de apenas três temporadas entre os grandes do futebol português para deixar a sua marca e garantir o acesso às competições europeias. Um apuramento garantido no sofá, fruto das derrotas dos seus principais rivais. O Paços de Ferreira foi goleado em plena Mata Real pelo Tondela, que leva 14 pontos conquistados nos últimos sete jogos e ainda sonha com a manutenção. Em Vila do Conde, o Rio Ave foi derrotado pelo FC Porto por 3-1. Valeu o golo de Hélder Postiga.

Na parte baixa da tabela, Vitória de Setúbal e União da Madeira foram ambos derrotados e apesar de se manterem acima da linha de água, ainda não estão tranquilos. Já a Académica não foi além de um nulo na receção ao Sporting de Braga e regressa à segunda divisão depois de 14 anos no escalão máximo. Será substituída pelo Desportivo de Chaves, que volta ao convívio dos grandes depois de 17 anos de ausência.

Já sem nada a não ser o prestígio em jogo, o Vitória de Guimarães goleou os vizinhos do Moreirense por 4-1 (primeira vitória para os vimaranenses desde 29 de janeiro), na Choupana, Nacional e Belenenses dividiram os pontos com um empate a dois.


Jornada 33:

P. Ferreira – Tondela, 1-4
Rio Ave – FC Porto, 1-3
Académica – Sp. Braga, 0-0
Sporting – V. Setúbal, 5-0
Nacional – Belenenses, 2-2
Boavista – U. Madeira, 1-0
V. Guimarães – Moreirense, 4-1
Marítimo – Benfica, 0-2
Estoril – Arouca, 1-1

Jornada 34:

Tondela – Académica
FC Porto — Boavista
V. Setúbal – P. Ferreira
Moreirense – Marítimo
U. Madeira – Rio Ave
Arouca – V. Guimarães
Belenenses – Estoril
Benfica – Nacional
Sp. Braga – Sporting