Última hora

Em leitura:

Governo francês aprova reforma laboral por decreto

mundo

Governo francês aprova reforma laboral por decreto

Publicidade

Temendo um “chumbo” por parte do parlamento e enfrentar a oposição de vários deputados do próprio Partido Socialista, o governo francês aprovou, por decreto, a reforma laboral, uma das bandeiras de François Hollande.

O executivo de Manuel Valls recorreu a uma cláusula da Constituição, conhecida como 49.3, que permite ao Governo fazer passar uma proposta de lei sem a sujeitar a votação, se no espaço de 48 horas não for aprovada uma moção de censura:

“Fazemo-lo porque acreditamos que este projeto ajuda ao emprego sustentável, para permitir a entrada no mercado de trabalho daqueles que são excluídos e, em particular, permitir às nossas pequenas empresas a contratação”, afirmou o chefe do executivo gaulês.

Com as alterações à Lei do Trabalho o governo espera estimular as contratações mas, para muitos, ela estimula os despedimentos. Nas últimas semanas milhares de franceses demonstraram o seu descontentamento nas ruas de várias cidades francesas.

Quem não está satisfeita com a decisão do executivo é a oposição. Republicanos associados aos centristas já anunciaram que vão apresentar uma moção de censura ao governo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte