Brasil: Senado favorável à impugnação, Dilma resiste

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira
Brasil: Senado favorável à impugnação, Dilma resiste

<p>A destituição de Dilma Roussef parece inevitável. No Senado Federal, há uma larga maioria pronta a votar favoravelmente, esta quarta-feira, o relatório que sugere a aprovação da impugnação, segundo uma sondagem.</p> <p>Dilma diz que vai lutar até ao fim. A advocacia-geral da união, órgão que defende a presidência, apresentou recurso no Supremo Tribunal Federal.</p> <p>O advogado-geral José Eduardo Cardozo, que enviou o recurso ao Supremo Tribunal, alega que Eduardo Cunha, suspenso do mandato de presidente da Câmara dos Deputados, aceitou o pedido de destituição para se vingar – Cunha teria ameaçado o governo que se as investigações da Operação Lava Jato avançassem contra ele, iniciaria o processo de afastamento de Dilma.</p> <p>O governo e o Partido dos Trabalhadores decidiram resistir até ao fim contra o que classificam de “golpe institucional” e mobilizaram manifestações contrárias à impugnação do mandato em 17 estados e no Distrito Federal, onde não faltaram estradas cortadas e fogos ateados.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="pt" dir="ltr">Jornalistas são agredidos durante ato pró-<a href="https://twitter.com/hashtag/Dilma?src=hash">#Dilma</a> em Vitória. Assista ao vídeo das agressões <a href="https://t.co/xXCyeCnIvr">https://t.co/xXCyeCnIvr</a> <a href="https://t.co/NeVZTeT0Un">pic.twitter.com/NeVZTeT0Un</a></p>— Gazeta Online (@gazetaonline) <a href="https://twitter.com/gazetaonline/status/730037256531152896">10 de maio de 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>