This content is not available in your region

Uma constelação de estrelas no 69° Festival Internacional de Cinema de Cannes

Access to the comments Comentários
De  Miguel Roque Dias  com Reuters; EFE
Uma constelação de estrelas no 69° Festival Internacional de Cinema de Cannes

<p>Arranca, esta quarta-feira, o <a href="http://www.festival-cannes.com/en/">69° Festival Internacional de Cinema de Cannes</a>, em França.</p> <p>Este ano cabe ao realizador australiano, George Miller, presidir ao júri, que se reuniu, esta terça-feira.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">Here's the complete Jury of the 69th Festival de Cannes <a href="https://twitter.com/hashtag/Cannes2016?src=hash">#Cannes2016</a> <a href="https://t.co/FQtLpjBBkz">pic.twitter.com/FQtLpjBBkz</a></p>— Cannes Film Coverage (@CannesCoverage) <a href="https://twitter.com/CannesCoverage/status/724650198228733953">April 25, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Do painel fazem parte, ainda a atriz norte-americana Kirsten Dunst, o realizador Arnaud Desplechin, a atriz Vanessa Paradis, Donald Sutherland, Mads Mikkelsen, Laszlo Nemes, a produtora iraniana Katayoon Shehabi e a atriz italiana Valeria Golino.</p> <p>Com a segurança no nível mais elevado, está tudo pronto para a chegada das grandes estrelas do cinema mundial.</p> <p>Grande parte participa nas 13 películas que concorrem ao almejado galardão, a Palma D’Ouro.</p> <p>“Quanto mais estrelas, melhor para o festival. Não digo que seja melhor para os jornalistas, não é melhor para os críticos. Cria mais aborrecimentos… Só passar a segurança, andar pela rua, torna-se mesmo enervante. Contudo, claro que quanto mais estrelas houver, mais imprensa há, mais patrocínios, mais dinheiro. Ter mais estrelas é sempre melhor”, afirma o crítico de cinema Jay Weissberg.</p> <p>A dar início ao festival, e fora da competição, o mais recente filme do realizador norte-americano Woody Allen “Café Society.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">Here's the trailer for Woody Allen's <span class="caps">CAFE</span> <span class="caps">SOCIETY</span> with Kristen Stewart & Jesse Eisenberg: <a href="https://t.co/mriaYu8aZZ">https://t.co/mriaYu8aZZ</a></p>— Cannes Film Coverage (@CannesCoverage) <a href="https://twitter.com/CannesCoverage/status/730142498480377858">May 10, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>A liderar o elenco, os atores Kirsten Stewart e Steve Carell.</p> <p>Em português e na corrida à Palma D’Ouro, o filme “Aquarius”, do realizador Kleber Mendonça Filho, com Sónia Braga no principal papel.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">Aquarius the poster!<a href="https://t.co/Maaf7DQ0tD">https://t.co/Maaf7DQ0tD</a></p>— sonia braga (@bragasonia) <a href="https://twitter.com/bragasonia/status/729749436444872705">May 9, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Na Semana da Crítica, que começa na quinta-feira, são exibidas as curtas-metragens portuguesas “Ascensão”, de Pedro Peralta, e “Campo de víboras”, de Cristèle Alves Meira.</p> <p>Fora de competição, o filme “La forêt de Quinconces”, de Grègoire Leprince-Ringuet, produzido por Paulo Branco.</p>