Última hora

Em leitura:

Business Planet: O que é tecnologia de dupla utilização e como se financia?

business planet

Business Planet: O que é tecnologia de dupla utilização e como se financia?

Publicidade

Os bens, os serviços e as tecnologias de dupla utilização, seja civil ou militar, oferecem oportunidades magníficas às Pequenas e Médias Empresas (PME). Nesta edição de “Business Planet” vamos aprofundar esta ideia de dupla utilização e quais os financiamentos existentes para este crescente conceito de negócio. Para isso, viajámos até Aarhus e conversámos com Klaus Boving, diretor executivo (CEO) do CenSec, o Centro para a Defesa, Espaço e Segurança na Dinamarca, sobre tecnologias de dupla utilização, uma nova janela de oportunidades para as PME da Europa.

De que é que estamos a falar, exatamente? “A dupla utilização é um novo modelo de negócio na Europa, que motiva empresários e PME’s a desenvolver os respetivos negócios tanto no setor civil como no da defesa e segurança”, começa por nos explicar Klaus Boving.

Fomos, entretanto, conhecer mais de perto uma destas empresas especializada em tecnologias de dupla utilização. A Ohmatex tem vindo a desenvolver o cabo de USB (“Universal Serial Bus”) mais fino do mundo. Esta tecnologia mistura tecido e fios eletrónicos. Foi concebida nesta empresa, que integra uma dúzia de empregados.

Há mais de uma década que esta empresa tem vindo a focar-se na interligação do têxtil com a eletrónica. Os têxteis “inteligentes” são a marca de produção da Ohmatex. “Esta tecnologia, que temos vindo a usar no programa da Agência Espacial nas calças dos astronautas, também é usada para medir edemas em situações de pré-eclampsias nas mulheres grávidas”, explica-nos o diretor executivo Klaus Østergaard.

Conceber produtos têxteis integrando sensores, recolher e saber usar os dados gerados representa o potencial desta PME dinamarquesa. O valor é tal que a Ohmatex tem vindo a ser procurada por gigantes de áreas como o desporto, a informática ou do digital.

Outro mercado potencial é o militar, onde este género de tecnologia permite aplicações muito concretas. “Os militares dinamarqueses, por exemplo, querem reduzir o peso do equipamento dos soldados em 20 por cento. Cabos de tecido flexível, capazes de se integrar diretamente no uniforme, revelam-se uma boa solução”, garante Klaus Østergaard.

O diretor da Ohmatex mostra-se otimista e até pretende até contratar novos engenheiros. O facto de desenvolver produtos de dupla utilização permite-lhe obter uma espécie de selo de qualidade reconhecido no mercado. “Conseguir introduzir os cabos de tecido numa aplicação militar seria uma validação fantástica da durabilidade e da robustez destes cabos”, perspetiva o diretor da Ohmatex.

Perguntámos a Klaus Boving quais as possibilidades de financiamento para este tipo de projetos. “Existem várias possibilidades de se obter financiamento europeu para um negócio de dupla utilização. Por exemplo, para melhorar a investigação e o desenvolvimento; as relações internacionais; ou o capital humano”, explicou-nos o responsável do CenSec.

Um guia “online” nas páginas da Comissão Europeia permite encontrar informações mais precisas. Para saber, por exemplo, quais são os projetos de dupla utilização elegíveis para financiamentos europeus (em baixo).

O trabalho do CenSec é acompanhar as PME e os empresários dedicados a estes negócios de dupla utilização. “Somos a maior organização na Dinamarca a faze-lo. Mas há muitas outras, sejam “clusters” ou redes de trabalho, também a faze-lo por toda a Europa”, conclui Klaus Boving, apelando aos interessados nestes projetos para contactarem o CenSec.

Dupla utilização

  • Produtos, serviços ou tecnologias de dupla utilização ou aplicação destinam-se às necessidades civil e de defesa (militar). Abrangem uma diversidade de áreas como a eletrónica, a navegação ou a aeronáutica.
  • Telemóveis, internet, GPS e fornos de micro-ondas têm origem na pesquisa militar. Hoje em dia, assistimos ao reverso da medalha: produtos desenvolvidos para o setor civil acabam por ser usados com objetivos militares.
  • A dupla utilização proporciona novas oportunidades de negócio às empresas da União Europeia (UE), em particular às PME.
  • Os projetos de dupla utilização também podem beneficiar do financiamento da UE através de programas como o COSME, o Horizon 2020 e os Fundos Europeus Estruturais e de Investimento.

Ligações úteis

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte