Última hora

Em leitura:

Hollande pede à comunidade internacional para não baixar a guarda contra o Boko Haram

mundo

Hollande pede à comunidade internacional para não baixar a guarda contra o Boko Haram

Publicidade

O presidente francês foi o único chefe de Estado não africano a participar na cimeira internacional sobre segurança convocada pelo presidente da Nigéria, para discutir o combate ao grupo islamista Boko Haram. François Hollande pediu à comunidade internacional para não baixar a guarda contra o grupo e a fazer mais pelos países afetados.

“Boko Haram é o grupo terrorista mais bárbaro e mortífero do mundo, mesmo se é difícil estabelecer uma hierarquia no terror. Temos, por isso, de apoiar o Governo nigeriano e os países vizinhos. Temos de ajudá-los a serem mais eficientes, a treinarem o pessoal e a partilharem informação”, apelou Hollande.

O comunicado final da cimeira sublinha que “a derrota da insurreição não passa apenas por uma solução militar, mas também por uma ação governamental de desenvolvimento tendo em vista erradicar as causas” O Boko Haram já matou pelo menos 20 mil pessoas e provocou mais de 2 milhões de refugiados.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte