This content is not available in your region

Cuba: Comunidade LGBT realiza marcha anual em Havana

Access to the comments Comentários
De  Luis Guita
Cuba: Comunidade LGBT realiza marcha anual em Havana

<p>Centenas de homossexuais cubanos e membros da comunidade <span class="caps">LGBT</span> marcharam, no sábado, ao longo do Malecón, em Havana, acompanhados por dezenas de apoiantes e ativistas.</p> <p>A marcha celebra os avanços feitos pela comunidade <span class="caps">LGBT</span> de Cuba nos últimos anos, desde a repressão generalizada dos homossexuais durante os primeiros anos da revolução do país.</p> <p>Os direitos dos homossexuais fizeram grandes avanços desde então, quando gays e travestis eram rotineiramente presos e exilados pelo governo comunista.</p> <p>Conduzida por uma nova geração de ativistas, incluindo Mariela Castro, filha do presidente de Cuba, Raul Castro, a comunidade <span class="caps">LGBT</span> em Cuba foi oficialmente aceite pelo governo e pela maioria dos habitantes do país.</p> <p>Alguns ativistas dizem, no entanto, que há espaço para melhorias, e apontam o casamento homossexual como uma questão que precisa ser tratada.</p> <p>Mas para a comunidade <span class="caps">LGBT</span> de Cuba, marchar abertamente pelo passeio histórico de Malecon, num evento anual, mostra os progressos que foram feitos num país em que eram rejeitados.</p>