Última hora

Em leitura:

H&M encolheu os números... das vendas

empresas

H&M encolheu os números... das vendas

Publicidade

Apesar de um crescimento de 5% em termos anuais, as vendas da H&M em abril desiludiram as expectativas: os analistas esperavam um avanço a rondar os 9%. Consequência inevitável, as ações da companhia sueca negociavam esta segunda-feira no vermelho.

A Hennes & Mauritz é a segunda maior retalhista do mundo atrás da espanhola Inditex, proprietária da Zara.

“Esta primavera mais fria, que se prolongou no mês de abril em vários dos principais mercados da H&M teve um impacto desfavorável nas vendas de roupa de meia-estação”, justificou a companhia, que espera ter em maio resultados muito melhores nas vendas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte