Última hora

Os donos da festa: Barcelona, ​​Benfica e Besiktas

Foi a última jornada para quase todos os campeonatos europeus e temos três equipas que puderam finalmente comemorar. Três clubes que têm em comum o

Em leitura:

Os donos da festa: Barcelona, ​​Benfica e Besiktas

Tamanho do texto Aa Aa

Foi a última jornada para quase todos os campeonatos europeus e temos três equipas que puderam finalmente comemorar. Três clubes que têm em comum o B inicial: Barcelona, ​​Benfica e Besiktas.

No sábado, o Barcelona pôde finalmente comemorar outro bi: o do Campeonato Espanhol.

Esta segunda conquista consecutiva dos catalães, a 24ª na história, foi confirmada com a vitória, por 3 a 0, sobre o Granada, fora de casa. Foram três golos de Luis Suárez, que inaugurou o marcador aos 22 minutos de jogo, acrescentou aos 38, para fechar aos 41 do segundo tempo.

O triunfo deixou o Barcelona com 91 pontos, um a mais do que o Real Madrid.

Dezenas de milhares de adeptos do Benfica celebraram com a equipa a conquista do tricampeonato na Praça do Marquês de Pombal, em Lisboa, no meio de muito fogo de artifício.

O Benfica sagrou-se no domingo tricampeão nacional com a vitória sobre o Nacional por 4-1, na última jornada da Liga.

Os encarnados terminam a competição com 88 pontos, mais dois que o Sporting, segundo classificado, que nesta última jornada venceu o SC Braga, por 4-0.

O Besiktas fez a festa em Istambul. A uma jornada do final do campeonato a equipa de Ricardo Quaresma venceu o Osmanlispor, por 3 a 1, garantindo o 14º título do Campeonato Turco na história. P brasileiro Marcelo marcou duas vezes e Mario Gómez, jogador da Fiorentina que está emprestado ao Besiktas, definiu o resultado, com o contributo de Quaresma.

As águias de Istambul passam a somar 79 pontos, mais seis do que o Fenerbahçe de Vítor Pereira, que venceu o Gençlerbirligi em casa por 2-1.

Altos e baixos

Esta semana os elevadores só sobem nesta secção. Adivinhou já por certo quem é um dos protagonistas, responsável pelo triunfo no Palau Blaugrana. Vamos descobrir quem são os outros.

Com 40 golos marcados, o uruguaio Luis Suárez ganhou o troféu Pichichi, que distingue o melhor marcador do campeonato espanhol, relativo à temporada, depois de concluir este domingo a 38ª e última jornada. Suárez conquistou também a Bota de Ouro como o melhor marcador dos campeonatos europeus.

Gonzalo Higuaín bateu no sábado um recorde histórico de golos, com um hat-trick na vitória por 4-0 contra o Frosinone, que garantiu o segundo lugar ao Nápoles na última jornada da Liga italiana de futebol.
O internacional argentino marcou o segundo, terceiro e quarto golos, aos 52, 62 e 71 minutos, somando 36 golos no campeonato italiano. Higuaín destronou um recorde histórico com 66 anos que pertencia ao avançado sueco Gunnar Nordhal, que marcou 35 golos na longínqua época de 1949/50.

O argentino ganhou também o segundo lugar na Bota de Ouro, relegando Cristiano Ronaldo (que com os dois dois golos marcados ao Deportivo da Corunha somou 35) para o terceiro lugar do pódio.

Zlatan Ibrahimovic, que sexta-feira anunciou a saída do Paris Saint-Germain, entrou na história do clube, ao marcar mais dois golos na vitória contra o Nantes, na partida da última jornada da Liga francesa.

O avançado sueco, melhor marcador da história do PSG, terminou a época com 38 golos, novo máximo na história do clube parisiense, ultrapassando Carlos Bianchi, que na década de 70 terminou uma temporada com 37 golos.