Última hora

Em leitura:

Portugal no Euro 2016: "Podemos chegar à final e vencê-la"

Desporto

Portugal no Euro 2016: "Podemos chegar à final e vencê-la"

Publicidade

Fernando Santos está confiante em conseguir levar Portugal à final do Euro’2016. O selecionador nacional revelou terça-feira que a equipa portuguesa tem a ambição de arrecadar o troféu.

“Vou relembrar aos jogadores o que lhes disse no primeiro dia. Acredito, e todos vamos acreditar, que podemos chegar à final e vencê-la. Não é uma questão de fé, eu acredito que é possível. Portugal não sai como favorito, nem nunca afirmámos isso, mas temos a ambição de lutar por esse objetivo”, vincou.

Sobre Cristiano Ronaldo, o selecionador mostrou-se confiante na condição física do capitão luso. O avançado do Real Madrid vai manter-se em competição até dia 28 de maio, data da final da Liga dos Campeões, na qual os “merengues” vão defrontar os rivais do Atlético de Madrid.

“Todas as semanas monitorizámos os jogadores, estamos em contato com os departamentos médicos dos clubes. Não tenho dúvidas nenhumas de que o Cristiano vai estar na sua melhor forma. Ele está a preparar-se muito para a fase final da época, mas também para o Euro”, garantiu o seleccionador.

Fernandos Santos não esqueceu quem ficou de fora desta lista para o Europeu de França. O seleccionador lambrou que alguns foram jogadores “decisivos” no apuramentopara o torneio gaulês. “Quero deixar uma palavra de gratidão a todos aqueles jogadores que ao longo da fase de apuramento permitiram, ajudaram e contribuíram de forma decisiva para que Portugal possa estar presente na fase final. As decisões têm de ter um único objetivo, ou seja de estarmos afinados em França, porque é uma prova rápida e desgaste intenso”, disse, na primeira conferência de imprensa realizada na Cidade do Futebol.

Tiago, do Atlético de Madrid, Bernardo Silva e Fábio Coentrão, ambos do Mónaco, são as ausências mais notadas. Todos devido a problemas físicos.

Renato Sanches e o domínio do Sporting nos 23

O jovem médio Renato Sanches, jogador do Benfica, é a grande novidade na lista dos 23 futebolistas convocados por Portugal para o Euro2016, relegando para fora dos 23 eleitos de Fernandos Santos Tiago e Bernardo Silva. O Sporting, com 4 jogadores, é o clube que domina a convocatória revelada esta terça-feira à noite.

Danny e Fábio Coentrão já eram ausências confirmadas, devido a lesão, enquanto Beto, André Almeida, Luís Neto e Miguel Veloso foram outros jogadores que acabaram por não entrar, por opção de Fernando Santos.


O técnico escolheu três guarda-redes (Rui Patrício, Anthony Lopes e Eduardo) e oito defesas, dois laterais direitos (Vieirinha e Cédric), dois esquerdos (Eliseu e Raphael Guerreiro) e quatro centrais (Pepe, Ricardo Carvalho, Bruno Alves e José Fonte).

Foram ainda eleitos sete médios (William Carvalho, Danilo Pereira, João Moutinho, Renato Sanches, Adrien, André Gomes e João Mário) e cinco avançados (Cristiano Ronaldo, Rafa, Nani, Ricardo Quaresma e Éder). O capitão Cristiano Ronaldo, que soma 125 internacionalizações ‘AA’ e 56 golos, irá liderar a formação das “quinas” na prova marcada para França, de 10 de junho a 10 de julho.


“Todos os jogadores que aqui estão foram escolhidos depois de muita ponderação. Há um lote de 23 jogadores e não queremos destacar individualmente ninguém. Para isso, teria de escalpelizar todos os que foram chamados”, referiu.

Fernando Santos adiantou ainda que deverá apostar num sistema 4×4×2, com avançados móveis. “Os últimos jogos da seleção mostraram isso claramente. Não temos um plano A ou B, temos uma estratégia definida para defender e atacar, não tendo jogadores fixos, mas com avançados mais móveis. Está mais perto de um 4×4×2. Estes dois últimos jogos mostraram que a equipa é capaz de responder bem”, disse.

Por outro lado, o técnico, de 61 anos, fez questão de salientar a combinação de experiência e juventude do grupo que vai ao Campeonato da Europa. “Há 10 jogadores que nunca participaram numa fase final e quatro só participaram uma vez. Mostra que há aqui uma mistura da experiência com a irreverência da juventude. Prova que Portugal tem futuro”, destacou.

Euro “começa” já segunda-feira

A seleção portuguesa começa na próxima segunda-feira a preparar a fase final do Euro2016 em regime livre e com apenas 13 dos 23 futebolistas convocados pelo selecionador Fernando Santos. O estágio arrancar cinco dias depois.

Os guarda-redes Rui Patrício, Anthony Lopes e Eduardo, os defesas Cedric, Raphael Guerreiro, Ricardo Carvalho e José Fonte, os médios Adrien, André Gomes, João Moutinho, João Mário e William e o avançado Éder vão marcar presença na Cidade do Futebol ao início da tarde e deverão participar no treino agendado para as 17:30.

“Vamos ter aqui 13 jogadores no primeiro dia, porque vou proporcionar quatro a cinco dias de descanso aos jogadores que vão continuar com competição nos próximos dias. Estruturámos o trabalho de forma a que possamos retirar o melhor de cada um. O plano de preparação está bem equilibrado para quando chegarmos a França estar tudo preparado”, explicou Fernando Santos.

Certas são as ausências de Cristiano Ronaldo e Pepe, que vão disputar a final da Liga dos Campeões, Nani e Bruno Alves, que têm a final da Taça da Turquia com o Fenerbahçe, e Danilo e Rafa, que um dia antes deverão participar na final da Taça de Portugal entre FC Porto e Sporting de Braga.

Renato Sanches e Eliseu também vão estar ausentes do arranque dos trabalhos da seleção nacional, por causa da final da Taça da Liga com o Marítimo, enquanto Ricardo Quaresma ainda tem que fazer um jogo pelo Besiktas e Vieirinha estará na digressão asiática de final da época do Wolfsburgo.

Com o regime livre, os jogadores terão apenas a obrigação de se apresentar durante os treinos, tendo total independência antes e depois dos aprontos. “Os jogadores almoçam e jantam onde quiserem. É como se estivessem no clube”, acrescentou o selecionador nacional.

O estágio arranca a 28 de maio, um dia antes de Portugal defrontar a Noruega, num particular que vai decorrer no Estádio do Dragão, no Porto.

Durante o estágio e a fase final, a equipa técnica de Portugal vai ser reforçada por Jorge Rosário, treinador que trabalhou durante vários anos com o selecionador Fernando Santos e que, com a devida autorização do Vitória de Guimarães (é atualmente adjunto de Sérgio Conceição), vai integrar a comitiva lusa.

A 09 de junho, um dia depois de defrontar a Estónia no Estádio do Luz, no último “amigável” antes do Europeu, a seleção portuguesa viaja para solo francês.

Na fase final do Euro2016, Portugal vai disputar o grupo F com Islândia, Áustria e Hungria.

A lista dos 23 eleitos

Guarda-redes:
Anthony Lopes, 25 anos (Lyon/Fra);
Eduardo, 34 (Dínamo Zagreb/Cro);
Rui Patrício, 28 (Sporting).

Defesas:
Bruno Alves, 35 (Fenerbahçe/Tur);
Cédric, 24 (Southampton/Ing);
Eliseu, 32 (Benfica);
José Fonte, 32 (Southampton/Ing);
Pepe, 33 (Real Madrid/Esp);
Raphael Guerreiro, 22 (Lorient/Fra);
Ricardo Carvalho, 38 (Mónaco/Fra);
Vieirinha, 30 (Wolfsburgo/Ale);

Médios:
Adrien, 27 (Sporting);
André Gomes, 22 (Valência/Esp);
Danilo Pereira, 24 (FC Porto);
João Mário, 23 (Sporting);
João Moutinho, 29 (Mónaco/Fra);
Renato Sanches, 18 (Benfica);
William Carvalho, 24 (Sporting);

Avançados:
Cristiano Ronaldo, 31 (Real Madrid/Esp);
Éder, 28 (Sporting de Braga);
Nani, 29 (Fenerbahçe/Tur);
Rafa, 23 (Sporting de Braga);
Ricardo Quaresma, 33 (Besiktas/Tur).

Artigo seguinte