Última hora

Em leitura:

Festival de Cannes: (Iggy) Pop, rock e muito cinema

mundo

Festival de Cannes: (Iggy) Pop, rock e muito cinema

Publicidade

Aos 69 anos, tantos como tem o Festival de Cannes, Iggy Pop mostra-se na carpete vermelha de peito feito e ao lado de Jim Jarmusch. A verdadeira e ainda criança selvagem acompanhou o realizador americano na exibição, mas sem competir, do documentário “Gimme Danger”, sobre os Stooges, uma das mais icónicas bandas punk.

E da anarquia punk ao charme francês, tudo tem lugar em Cannes, face às objectivas. O jovem realizador canadense Xavier Dolan exibiu o filme “É só o fim do mundo”. Baseado numa peça de Jean-Luc Lagarce, o filme segue um escritor homossexual que revê a família depois de 12 anos de ausência para anunciar que está a morrer.

A crítica não foi boa, mas é precisamente de surpresas, boas e más, que esta edição do Festival de Cannes se reveste. Como a de
Toni Erdmann, a comédia negra alemã que arrebatou os espectadores do festival.

Faltam ainda 4 filmes para ver até domingo e, claro, a maior surpresa num ano em que não há favoritos claros será a entrega da Palma de Ouro.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte