Última hora

Última hora

União Europeia quer travar abusos da isenção de vistos

Em leitura:

União Europeia quer travar abusos da isenção de vistos

União Europeia quer travar abusos da isenção de vistos
Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros da Administração Interna da União Europeia (UE) chegaram a acordo sobre medidas para suspender a isenção de vistos com países terceiros de forma mais fácil e rápida.

Sempre dissémos que não devemos permitir que essa liberdade para os turistas e viajantes de negócios seja abusada.

Na reunião desta sexta-feira, em Bruxelas, os ministros disseram que a preocupação pública com a migração deve ser tida em conta.

Klaas Dijkhoff, governante da Holanda, país que preside à UE, disse que “a liberdade dada pela isenção de visto tem muitas vantagens tanto para os Estados-membros da UE como para os países terceiros que não precisam de visto de curta duração. Mas sempre dissemos que não devemos permitir que essa liberdade para os turistas e viajantes de negócios seja abusada”.

Os ministros disseram, ainda, que as regras sobre novos acordos não devem ser aligeiradas, evidenciando que a negociação sobre a isenção de vistos com a Turquia está para durar.

Isto, apesar de poder colocar em causa o acordo sobre intercâmbio de refugiados assinado, em março, com o governo de Ancara.

Assim como a Turquia, a UE está atualmente a trabalhar na isenção de vistos para os cidadãos da Ucrânia, Geórgia e Kosovo.

Entre os países que já gozam desse benefício estão o Japão, os Estados Unidos da América, a Coreia do Sul, a Venezuela, Israel e o Canadá.