Venezuela: diplomacia tenta estabelecer diálogo entre governo e oposição

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com REUTERS, EFE, AP
Venezuela: diplomacia tenta estabelecer diálogo entre governo e oposição

<p>Na Venezuela, ensaiam-se os primeiros passos a fim de estabelecer um diálogo entre o governo e a oposição.</p> <p>O antigo primeiro-ministro espanhol, Jose Luis Zapatero, juntou-se a outras figuras políticas internacionais esta quinta-feira para apelar ao diálogo nacional no decurso de uma visita oficial ao país.</p> <p>“Todos temos que tomar precauções nesta tentativa de estabelecer um diálogo nacional. Quaisquer expectativas são prematuras. Temos que trabalhar com o ritmo que é determinado pela dificuldade da situação” disse o antigo chefe do executivo espanhol.</p> <p>Nas ruas da capital, Caracas, e de outras cidades as <a href="https://youtu.be/YDtXkDI1KeA">tensões são visíveis</a>. A oposição pretende convocar um referendo ainda este ano sobre o futuro do presidente Maduro.</p> <p>Para o governo, a data chave é o dia 10 de janeiro de 2017. Caso o referendo não tenha tido lugar até essa altura, ou esteja previsto para depois, segundo a constituição, caberá ao vice-presidente substituir Nicolas Maduro no cargo. </p> <p>Esta quinta-feira Lilian Tintori, mulher do líder da oposição detido, Leopoldo López, participou numa ação em Bogotá, na Colômbia, para lançar o livro do seu marido que foi condenado a 14 anos de prisão acusado de provocar violência durante protestos em 2014.</p> <p>Lilian Tintori apelou ainda à generosidade dos colombianos que recolheram donativos de medicamentos para serem enviados para a Venezuela.</p> <p>Segundo uma recente sondagem, apenas um em quatro venezuelanos apoiam o presidente Nicolas Maduro a braços com uma crise económica sem precedentes.</p> <p>Praticamente 69% dos eleitores afirmam que Maduro devia demitir-se este ano ou ser removido através de um referendo antes do final do seu mandato em 2019.</p>