Última hora

Em leitura:

Austríacos aguardam resultados das eleições presidenciais

mundo

Austríacos aguardam resultados das eleições presidenciais

Publicidade

Na Áustria joga-se este domingo o futuro da extrema-direita no país.

Os austríacos estão a participar em eleições presidenciais para escolherem o sucessor do social-democrata Heinz Fischer cujo segundo mandato está a terminar.

O que marca a diferença destas eleições é que pela primeira vez desde o final da Segunda Guerra Mundial o chefe de estado poderá sair da extrema-direita.

Ainda que o cargo de presidente não implique poderes extensos, este pode dissolver o parlamento e nomear um novo chanceler.

Norbert Hofer é o candidato do Partido da Liberdade. Votou em Pinkafeld no leste do país. Na primeira volta recolheu 35% dos votos.

Alexander Van Der Bellen é o outro candidato. Bellen votou no domingo de manhã em Viena, concorre enquanto independente mas conta com o apoio do seu antigo partido, os Verdes.

Entre os vários temas que marcam a agenda conta-se a crise dos refugiados mas também a desilusão com os partidos tradicionais, o SPO e o Partido do Povo, que desde o final da Segunda Guerra Mundial governam o país em alternância ou em coligação.

O correspondente da euronews em Viena, Gergely Bártfai, afirma que “eleições presidenciais austríacas raramente fazem manchete na imprensa internacional mas desta feita é diferente. Por toda a Europa aguardam-se os resultados, caso o candidato do Partido da Liberdade venha mesmo a ser eleito como chefe de estado.”

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte