Última hora

Em leitura:

Festa da Taça faz-se sentir por toda a Europa

the corner

Festa da Taça faz-se sentir por toda a Europa

Publicidade

Com os campeões nacionais já decididos, este fim de semana foi dedicado às Taças e várias equipas precisaram de mais de noventa minutos para arrebatar o troféu. Foi o que aconteceu em Inglaterra, Itália, Espanha, Alemanha e Portugal.

E se em Portugal foi o Sporting de Braga a festejar o primeiro triunfo na competição em meio século, em Espanha o Barcelona limitou-se a repetir o triunfo da temporada passada e reforçou a hegemonia na Taça do Rei, tendo já ganho o troféu por 28 vezes. Mais cinco que o Athletic Bilbao e mais nove que o Real Madrid. Jordi Alba e Neymar aproveitaram o cansaço do Sevilha no prolongamento para garantir o triunfo.

Na Alemanha foi necessário recorrer ao desempate por penáltis. Depois de 120 minutos sem golos entre Bayern de Munique e Borussia Dortmund, Manuel Neuer assumiu o estatuto de herói. Sven Bender e Sokratis Papastathopoulos foram os vilões do Borussia, Douglas Costa foi o autor do pontapé que selou a 18ª vitória dos bávaros na Taça.

No Stade de France, Zlatan Ibrahimović fechou com chave de ouro uma temporada perfeita para o Paris Saint-Germain a nível interno. O sueco bisou na vitória frente ao Marselha por 4-2 e terminou a temporada com 52 golos em 51 jogos. O PSG tem agora dez vitórias na Taça, igualando os marselheses.

No Estádio de Wembley, o Manchester United precisou de tempo extra para garantir o décimo segundo triunfo na competição, igualando o recorde do Arsenal. O jogo frente ao Crystal Palace foi decidido com um golo do “miúdo” Jesse Lingard, numa altura em que os “Red Devils” até já estavam reduzidos a dez. Há 12 anos que o United não levantava a Taça.

Em Itália, o troféu foi discutido entre dois velhos conhecidos, Juventus e Milan. A “Vecchia Signora” reforçou a tendência dos últimos anos e garantiu o troféu graças a um tento solitário de Álvaro Morata, no prolongamento. A equipa de Turim tem agora onze vitórias na Taça, o Milan está há cinco anos de mãos a abanar.

Ases e Azelhas

Em Edinburgo os adeptos do Hibernian não esquecerão tão facilmente o momento em que o clube venceu a primeira Taça da Escócia em 114 anos, com uma vitória no último minuto frente ao Rangers. Os “Hibs” quebraram assim uma série de dez derrotas consecutivas no jogo decisivo.

No Manchester United, o primeiro troféu desde a saída de Alex Fergusson não foi suficiente para Louis van Gaal. O técnico holandês está de saída depois de dois anos de muito investimento e poucos resultados, tendo falhado o apuramento para a Liga dos Campeões.

Pior ainda fez o New York City na liga norte-americana. O jogo marcou a estreia de Frank Lampard pelo clube mas ficará recordado pela derrota frente aos rivais do New York Red Bulls por 7-0, a maior derrota sofrida em casa na história da competição.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte