Última hora

Em leitura:

Crise migratória: pelo menos 700 mortos em naufrágios no Mediterrâneo

mundo

Crise migratória: pelo menos 700 mortos em naufrágios no Mediterrâneo

Publicidade

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados fala em mais de 700 mortos nos últimos dias, entre as quais pelo menos 40 crianças, algumas delas recém-nascidas, com base em testemunhos de sobreviventes.

Os barcos da guarda costeira italiana que asseguram a sobrevivência de migrantes, transportam também os corpos que se conseguem resgatar ao Mediterrâneo.

Autoridades italianas anunciaram a recuperação de 45 corpos, numa operação de salvamento que envolveu mais de 500 migrantes.

A polícia italiana anunciou a detenção,esta sexta feira, de quatro traficantes de pessoas no porto de Pozzalllo.

Um deles, de origem sudanesa, é alegadamente responsável por um naufrágio ao largo da Líbia que terá vitimado perto de meio milhar de pessoas. O homem foi identificado por sobreviventes.

Segundo o Centro de Operações da Guarda Costeira Italiana em Roma, nos últimos 3 dias mais de 10 mil migrantes foram resgatados, em múltiplas operações de salvamento.

A onda migratória em direcção à costa italiana é cada vez maior.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte