Última hora

Em leitura:

Condenação de Hissène Habré, conhecido como "Pinochet africano", divide opiniões

mundo

Condenação de Hissène Habré, conhecido como "Pinochet africano", divide opiniões

Publicidade

O ex-presidente do Chade, Hissène Habré, não manifestou qualquer reação à condenação à prisão perpétua, esta segunda-feira, em tribunal, mas no exterior do edifício multiplicaram-se os comentários ao veredicto.

“Hissène Habré nunca imaginou que um dia estaria em tribunal. Lutámos e os nossos sacrifícios compensaram”, sublinhou Clément Abaifouta, presidente da Associação chadiana de Vítimas de Crimes e Repressões Políticas (AVCRP).

Fatime Thiangdoum, uma das vítimas, acrescentou: “Declarar Hissène Habré culpado é tudo o que me interessa. Não é a compensação. A compensação fica para depois.”

Habré foi considerado culpado de cometer crimes contra a humanidade e torturas. Durante o mandato do antigo presidente do Chade registaram-se cerca de 40 mil assassinatos políticos e mais de 200 mil casos de tortura.

A leitura do veredito arrastou-se ao longo de quase uma hora. Em Dacar viveu-se uma jornada histórica no entender de alguns.

“Este é um exemplo forte para todos aqueles que detêm o poder em África e para os que aspiram a ter poder. Atualmente já não se pode violar de forma massiva direitos humanos, ficar-se impune e dormir tranquilamente”, disse Assane Dioma Ndiaye, advogado das vítimas,

O advogado do antigo Presidente do Chade, Ibrahim Diawara, esperava outro desfecho: “Estamos bastante desapontados porque com tudo o que se conseguiu durante o julgamento e pela forma como provámos a inocência do presidente Habré, que foi alvo de acusações falsas, esperávamos a absolvição.”

Hissène Habré refugiou-se no Senegal depois de perder o poder em 1990.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte