Última hora

Em leitura:

Erdoğan: "Muçulmanas não devem fazer planeamento familiar"

mundo

Erdoğan: "Muçulmanas não devem fazer planeamento familiar"

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

O presidente da Turquia chocou, esta segunda-feira, com declarações em que disse ser contra o planeamento familiar nas famílias muçulmanas.

As palavras polémicas foram ditas num discurso na fundação educativa presidida pelo filho, para uma plateia em que quase todas as mulheres usavam o véu islâmico. Não é a primeira vez que Recep Tayyip Erdoğan se diz contra o planeamento familiar e contra a igualdade entre os sexos.

“Devemos multiplicar os nossos descendentes. O planeamento familiar é algo a que nenhuma família deve recorrer. Devemos seguir o caminho e os conselhos de Deus e do Profeta”, disse Erdoğan.

O discurso foi aplaudido na sala, por um público de apoiantes do AKP, e transmitido em direto pela televisão.

Em ocasiões anteriores, Erdoğan tinha já dito que o planeamento familiar era “uma traição”.

Estas opiniões geraram uma manifestação, reprimida pela polícia, no dia 6 de março, a dois dias do Dia Internacional da Mulher. Erdogan e o AKP são conotados com o setor mais religioso e conservador da sociedade turca.

O partido apresentou várias propostas para limitar o direito ao aborto e o acesso à pílula do dia seguinte.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte