Última hora

Em leitura:

Guarda Costeira italiana resgata mais de 300 migrantes no mar Mediterrâneo

mundo

Guarda Costeira italiana resgata mais de 300 migrantes no mar Mediterrâneo

Publicidade

Um navio da Guarda Costeira italiana trouxe, esta segunda-feira, até ao porto de Pozzallo, na Sicília, mais de trezentos migrantes, são e salvos, resgatados no Mar Mediterrâneo.

Com a chegada da primavera aumenta o número de pessoas que tentam alcançar as costas europeias. Os relatos de sobreviventes a naufrágios deixam antever um cenário negro, com a possibilidade de mais de 700 mortos em alto mar.

“Desde 23 de maio, na semana passada, registaram-se mais de 80 operações de resgate. Representa 80 pedidos de resgate e significa que mais de 13 mil pessoas foram salvas com a coordenação da centro operacional da Guarda Costeira em Roma. Por essa razão, foi uma semana particularmente intensa em termos de resgates”, lembra Alessio Morelli, capitão do navio “Dattilo”, da Guarda Costeira italiana.

De forma a pressionar as autoridades europeias a atuarem em nome da segurança dos migrantes, uma organização não governamental divulgou uma fotografia pungente de um bebé morto. Foi recolhido do mar na sexta-feira, depois do barco onde seguia se ter voltado.

Nessa operação, 135 pessoas foram resgatadas. 45 corpos, incluindo o do bebé, foram recuperados.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte