Última hora

Em leitura:

O humanóide da NASA quer ser o primeiro a colonizar Marte

Sci-tech

O humanóide da NASA quer ser o primeiro a colonizar Marte

Em parceria com

A NASA está a desenvolver um robô humanóide para explorar a superfície do planeta Marte. O projeto é fruto de uma parceria com quatro universidades, nomeadamente a Universidade de Massachusetts. O robô chama-se Valkyrie ou Val, para os amigos.

“Val é um robô humanóide cem por cento elétrico que a NASA pretende enviar, um dia, para Marte para começar a colonizar o planeta antes da chegada dos astronautas”, explicou Holly Yanco, professora na Universidade de Massachusetts.

Em Marte, o robô vai poder realizar toda uma série de tarefas que um ser humano não poderia executar porque nas condições atuais não é possível viver no planeta vermelho.

“A cabeça do robô possui duas câmaras estéreo. Logo no inicio do projeto, decidimos ligar essas câmaras ao equipamento de realidade virtual Oculus Rift para que a pessoa que controla o robô à distância possa visualizar o que o robô está a ver. A máquina possui sensores de infravermelhos e um sistema semelhante ao do Microsoft Connect. No visor, há um laser rotativo. No corpo do robô, há outras câmaras e também sensores nas mãos e nos pés”, contou Holly Yanco.

Para já, as quatro instituições envolvidas no projeto, três universidades norte-americanas e uma escocesa, trabalham em conjunto para melhorar as capacidades do robô e torná-lo capaz de enfrentar um ambiente hostil.

“A tecnologia robótica pode ser e vai ser útil para a manutenção dos equipamentos até à chegada dos astronautas. Quando os astronautas chegarem, os robôs terão sido os primeiros a colonizar Marte. Os robôs podem ajudar os astronautas nas missões de exploração em Marte e noutros planetas”, afirmou Taskin Padir, professor na Universidade de Northeastern.

A NASA pretende enviar o robô para o planeta Marte em 2030.

Artigo seguinte