Última hora

Em leitura:

Zona euro está em deflação e não consegue baixar desemprego

economia

Zona euro está em deflação e não consegue baixar desemprego

Publicidade

A zona euro manteve-se em deflação no mês de maio. Segundo o gabinete europeu de estatística (Eurostat), a taxa de inflação homóloga situou-se nos -0,1%, contra -0,2% em abril.

A energia continua a arrastar os preços para terreno negativo, mas a descida foi menor do que no mês precedente. A maior subida dos preços registou-se no setor dos serviços. Esta foi de 1,0%, face aos 0,9% de abril.

O Eurostat revelou também os dados do desemprego na união monetária.

Em abril, a taxa manteve-se estável nos 10,2%, o valor mais baixo desde agosto de 2011. No total, na zona euro, há mais de 16 milhões de pessoas sem trabalho.

No conjunto dos 28 Estados-membros da UE, a taxa de desemprego recuou para 8,7%, em abril, quer face aos 8,8% do mês anterior, quer aos 9,6% do período homólogo.

A Alemanha têm a taxa mais baixa da zona euro e o mercado do trabalho dá sinais de robustez, após o crescimento do primeiro trimestre.

Em maio, segundo o gabinete do Emprego, o número de desempregados baixou em 11 mil para 2,695 milhões. A queda foi superior ao previsto.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte